5 de janeiro
Dia de saida
Argentina
Destino
Avançado
Nivel de dificuldade

Uma travessia única de bicicleta, onde ficaremos na montanha distantes de todo o tipo de civilização durante seis dias. Subidas desafiantes, descidas com muita adrenalina, acampamento selvagem com direito a banho em água de degelo ou dormir ao relento sob as estrelas se preferir. E no final hospedar-se em bons hotéis. Empolgou-se? São seis etapas percorrendo 290 quilômetros, onde as quatro primeiras são subidas e o restante com descidas e terrenos planos. Em todas as etapas o ciclista deve esperar uma grande amplitude térmica, onde durante o dia faz muito sol e a noite muito, mas muito frio. Muito vento e momentos de solo arenoso. Durante toda a travessia haverá carro de apoio e que levará também nossa bagagem.

CIUDAD SAIDA/CHEGADA Chos Malal, Argentina/ Los Angeles,Chile
HORA DE SAIDA 18hs em Chos Malal
SERVIÇOS INCLUIDOS
Transfer aeroporto de Neuquen a Chos Malal com custo extra e transfer desde Los Angeles a Santiago de Chile com custo extra
Traslado de la mountain bike
Guias bilíngües com equipamento de comunicação
Pensão completa (não inclusa nos translados de van)
Na travessia:
-Cafe da manha, cereais e frutas
-Almoços frios
-Assistência com barras energeticas, frutas e frutos secos
-Jantar (carbohidratos, barbecue). Vinho de Mendoza incluso
 Seguro de accidentes personales
Equipamento de camping: barracas Doite e Ocelot para duas pessoas, barraca “banheiro”, barracas para jantar com iluminação, aquecedores de cozinha, equipamento de cozinha, louça, pratos e copos
Dois carros 4×4 de apoio e pessoal (entre guias e staff acompanham a expedição) para a preparação das comidas e montagem do acampamento
Seguro de primeiros socorros
Assistência mecânica e bicicleta de reposição
Uma noite de hotel 4 estrelhas em Los Angeles, una noite de hotel em Chos Malal e outra em Neuquen
Informação diaria com notas, mapas e detalhes da região
Telefonía celular en casos de emergencia
Informação pre-viagem com a preparação necessária, o que trazer e informação detalhada do percurso
NÃO INCLUIDOS
Almoços e comidas não detalhadas no programa, refeições, bilhetes de avião e taxas de aeroporto, traslados não detalhados no programa, pecas de Bike, serviços de lavanderia e gastos pessoais
Aluguel da MTB

Informação adicional

LocalChos Malal, Los Angeles
Duração9 dias
DataJaneiro, Fevereiro

Travessia dos Andes pelo Paso Pichachen, saindo de “Chos Malal”Argentina até “Los Angeles” no Chile.

1

Dia 1:

O ponto de encontro será na cidade de Chos Malal. Para chegar até lá será necessário tomar o primeiro vôo desde Buenos Aires no sábado até o aeroporto de Neuquén (380 km de Chos Malal) durante o sábado. O ultimo horário de chegada é as 9.30hs. Neste caso será necessário um transfer extra onde podemos providenciar (transfer e vôo não incluso). Noite em Hotel em Chos Malal (incluso) e jantar (não incluso)
2

Día 2: Chos Malal - Huinganco

Após o café da manhã e após receber todas as informações da travessia e logística, começamos a pedalar desde Chos Malal até a “Cordillera del Viento”. Em poucos quilômetros avistaremos o Vulcão Domuyo, o mais alto da Patagônia com seus 4700 metros sobre o nível do mar. O caminho asfaltado sobe lentamente até o local de parada para o almoço, após 44 km de pedal onde o asfalto dá lugar a terra. Após o reforçado lanche as subidas continuam a bela paisagem em meio às montanhas nos convidam a desfrutar da descida até o final da pedalada em Huinganco. Uma simpática vila que está junto ao Rio Neuquén, local de nosso acampamento. 62km – 1375 metros de subidas
3

Dia 3: Huinganco - Río Reñil Leuvu

Na segunda etapa da Travessia dos Andes, saímos desde Huinganco. Após cruzar Andacollo e o Rio Neuquen, continuamos pedalando pela terra, por caminhos de rípio, como é chamado na Argentina, em meio a uma paisagem semidesértica, que nos permite ver picos nevados no horizonte. Durante o trajeto subidas e descidas se alternam, sempre próximo dos rios Neuquén, Nahueve, Lileo até cegar ao local de nosso acampamento no Río Reñil Leuvú. 45km – 968 metros de subidas.
4

Dia 4: Río Reñil Leuvú - Cajón del Pichachen

Após o café da manhã e desmontar o acampamento, iniciamos nossa pedalada até o Cerro Moncol, seguindo o curso do Rio Reñil Leuvú. A paisagem começa variar, e o solo por momentos toma uma cor escura de areia vulcânica misturando com distintos tons de verde da vegetação que nos rodeia. Este será um dia de muitas subidas durante todo o trajeto. Após 26 km, cegamos ao Posto da Guarda de Fronteira da Argentina, onde faremos os trâmites de migrações e aduana para sair do país. Após o almoço avistaremos o Cerro Moncol, como também os bosques de Lengas (tipo de vegetação típica dos Andes). No trecho final da etapa uma descida para recuperarmos o esforço da longa subida.
37,5km – 960 metros de subidas.
5

Dia 5: Cajón del Pichachen - Sierra Velluda

Este dia iniciaremos uma das etapas mais incríveis desta travessia. A dificuldade será alta e o caminho com muita areia vulcânica solta, que pode obrigar o ciclista a empurrar a bicicleta durante vários pontos. Lentamente começamos a subida final até o limite entre os dois países, sobre um solo negro de areia vulcânica e encarando o vento. Após quase nove quilômetros de subida, chegarmos ao topo, onde encontraremos o marco da divisa. E não encontraremos palavras após a visitar o perfeito vulcão Antuco (2985 m.s.n.m.) que esteve ativo até o ano de 1853 e também a sempre nevada Sierra Velluda
(3865m.s.n.m.),antigo vulcão cujo os glaciares arrastam diferentes sedimentações, dando distintos tons a Lagoa Verde e rios que desembocam no Rio Laja. A descida é um presente dos Andes para os ciclistas cansados, até cegar ao ponto de almoço no controle Chileno de fronteira (Carabineros de Chile), onde faremos o ingresso no país. Pouco depois montaremos o nosso acampamento num local incrível, junto a “Sierra Velluda” e o “Vulcão Antuco”.
37,5km – 890 metros de subidas
6

Dia 6: Sierra Velluda - Campamento Río Rucúe

Esta etapa é de grande emoção, já que iniciamos a descida definitiva até o Chile cheia de belas paisagens onde veremos a transformação da vegetação de montanha em verdes bosques úmidos: Ciprestes, Radales, Lengas, Coihues e Ñires. Nos primeiros dezoito quilômetros faremos o rodeio do Vulcão “Antuco” e logo, após trinta quilômetros encontramos o asfalto, que nos acompanha até o final, junto ao rio Laja que nos acompanha a nossa direita. “Antuco” será o primeiro povoado e o primeiro contato com a civilização desde o início da pedalada. Pouco depois chegamos ao acampamento no Rio Rucue, onde passaremos o resto da tarde aproveitando o rio para nos refrescarmos.
60km – 635 metros de subidas
7

Dia 7: Campamento Río Rucúe - Los Angeles

Após o café da manhã, iniciamos a última etapa do Desafio dos Andes, continuando por uma suave descida sobre o asfalto. Agora seguimos em meio a uma paisagem totalmente diferente dos dias anteriores, deixando para trás a paisagem montanhosa e em seu lugar uma paisagem verde e úmida, fruto da influência do Oceano Pacífico, que provoca uma vasta região rural. Após 51 quilômetros chegamos ao hotel, onde almoçamos e festejamos com muito vinho nosso esforço por haver cruzado a Cordilheira dos Andes..
51m – 178 metros de subidas
8

Dia 8: Adeus Los Angeles

Terminada as pedaladas a opção menos cansativa, é voltar a partir de Santiago do Chile, neste caso pode aproveitar diversas opções de conexões aéreas (o aeroporto mais perto é da cidade (Concepción) ou de ônibus desde a cidade de “Los Angeles”

Comentários da travessia

Ainda não há comentários

Deixar um comentário

Rating